Falta de desejo sexual – Como resolver?

As sexólogas e os sexólogos recebemos habitualmente em consulta aos homens (e, às vezes, os casais que me procuram preocupados com o seu baixo desejo sexual na cama.

Há cerca de dez, quinze anos, na consulta de sexologia era frequente encontrar mulheres que vieram experimentar baixo desejo sexual. Os homens que manifestavam problemas neste sentido, eram bem mais escassos, pelo menos, essa tem sido a experiência do nosso centro, e de alguns outros centros médicos sexólogos com os que tivemos a oportunidade de trocar opiniões.

No entanto, nos últimos anos, os homens que frequentam a consulta de um sexólogo, preocupados com o seu baixo desejo, multiplicou-se. Vêm sozinhos, e , mais frequentemente, em casal. Não é estranho que venham a instâncias, precisamente, do casal.

Por que a falta de desejo sexual tem aumentado?

falta de desejo feminino

Uma primeira questão que se coloca é se, na realidade, a falta de desejo é agora mais frequente nos homens do que há uma década, mas até há pouco tempo os homens não eram incentivados a recorrer a um profissional da sexologia para resolver esta dificuldade. É possível que, agora, os homens se sintam mais livres para manifestar que não sentem desejo, e tirar esse preconceito ou medo e procurar uma ajuda médica.

O que aumenta a frequência de homens com essa ocorrência e a falta de desejo feminino, é devido as mudanças do ser humano. Umas das principais causas são atualmente: sedentarismo, má alimentação e excesso de tecnologia.

É possível, também, que as mudanças no papel feminino, antes muito mais passivo, e, agora, mais ativo e exigente, tenham aumentado a ansiedade de alguns homens heterossexuais, que sentem que não dão conta do recado. É frequente que os homens, tanto heterossexuais como homossexuais, que têm preocupações relativas à ereção, o controle de sua ejaculação, com o tempo apresentem falta de desejo.

Por outro lado, o estilo de vida atual pode não ser um grande aliado do desejo, em mulheres ou homens.

As longas jornadas de trabalho, as pressas, as elevadas exigências profissionais que estabelecemos, o pouco tempo de lazer e, ocasionalmente, de sono, deixam poucas energias que possam ser ocupadas no jogo erótico.

Às vezes, o estresse e o cansaço, acabam até com as fantasias eróticas, eliminando da mente a mais mínima parcela dedicada ao erotismo.

É claro, existem outros fatores que não mencionamos, e que podem influenciar o desejo: o estilo de apego vinculação da pessoa, a educação sexual recebida, o prazer de ter encontrado em experiências anteriores, a atração que sente para seu parceiro, que se sinta livre de negociar o encontro erótico de acordo com os seus gostos, as crises pessoais, fatores físicos (por exemplo, baixa de testosterona, a ação de certos medicamentos…), etc.

E também vale lembrar que em relação ao desejo existe uma enorme diversidade, de forma que há pessoas que desde sempre foram muito desejado e outras que desde sempre têm sentido muito pouco desejo.

Por isso, às vezes o problema não é a falta de vontade de um dos membros do casal, mas a disparidade de desejo entre ambos. Um suplemento pode resolver o problema das mulheres, veja o vídeo:

Resolver o problema dos homens

Para resolver o problema dos homens de libido, recomendo o suplemento abaixo:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *